Rodrigo Mattos e Praiano Ver maior

Rodrigo Mattos e Praiano

Disponível para Shows. Consulte-nos

Release

Rodrigo Matos da Silva, o Rodrigo Mattos, nasceu em Santo André, no estado de São Paulo em 17 de junho de 1982. Aos 8 anos de idade ganhou um violão de presente dos tios, foi aí que tudo começou, aprendeu a tocar sem ter frequentado sequer uma aula de violão.

Aos 12 anos pediu uma viola ao seu pai, da mesma maneira que aprendeu a tocar violão aprendeu a tocar viola, sem nenhum professor, sem nenhuma escola, somente vendo e observando o jeito que os violeiros mais antigos tocavam o instrumento.

Aos 13 anos gravou seu primeiro trabalho, sempre defendendo a música raiz, embora recebendo muitas críticas por ele ser um jovem e não estar acompanhando o lado comercial da mídia.

Dois anos depois Rodrigo Mattos lança seu segundo CD, um trabalho que tem composições de grandes nomes da música raiz, José Fortuna, Jesus Belmiro, Lourival dos Santos, Tião Carreiro, graças a esse belo trabalho Rodrigo Mattos recebe o título de "Príncipe da Viola", eleito pelos fãs do Programa "Viola Minha Viola" apresentado pela cantora e apresentadora Inezita Barroso, mais tarde se tornado madrinha artística do jovem violeiro.
Sempre seguindo o estilo do Mestre Tião Carreiro, aos 18 anos Rodrigo Mattos recebeu um convite para mostrar seu talento nos continentes Europeu e Asiático, passou por Portugal, Espanha, França, Itália e Israel. 

Almiro José Alves, o Praiano, nasceu em Urandi, no estado da Bahia, em 05 de maio de 1951. Vindo de grandes parcerias, iniciou com Tião Carreiro, Peão Carreiro e por último Ronaldo Viola. Ingressou nesse mundo artístico após convite do próprio Tião Carreiro que, na época, buscava um novo parceiro para um próximo CD. O sucesso foi imediato com esse trabalho superando a marca de 500.000 cópias que até hoje vem sendo vendido através da Warner, com os grandes destaques para "Carreador" de autoria de José Fortuna e Paraíso como também "Final dos Tempos" de Lourival dos Santos e Tião Carreiro.

Na parceria com Peão Carreiro, 2 CDs foram gravados e tal sucesso gerou recentemente um relançamento também no sistema "Dose Dupla".
Já com Ronaldo Viola, gravou um único CD, onde a música principal e de maior sucesso foi a música "Desatino", conhecida no país inteiro e regravada pelo cantor Daniel. 

Para o Praiano prosseguir com sua carreira artística, vinha buscando desde o falecimento do Ronaldo Viola, novas oportunidades mantendo sempre como meta principal, a música sertaneja raiz.

Coincidentemente, Rodrigo Mattos, outro artista de grande expressão na música sertaneja raiz, também estava procurando um parceiro para formar dupla, pois após dez anos de carreira solo, estava decidido a trilhar novos caminhos. E foi assim que, em 2006, as afinidades uniram esses dois "fenômenos" da música sertaneja, formando-se então a dupla "RODRIGO MATTOS & PRAIANO".