Durval e Davi

Disponível para Shows. Consulte-nos

Release

Os irmãos Durval e Davi nasceram na cidade de Goianésia-GO e vêm de uma família simples. Em 1971, ainda adolescentes, participaram de um festival na Rádio Alvorada. Entre trinta participantes levaram o primeiro lugar, além do prêmio de 200 cruzeiros em dinheiro e a gravação de um LP pela gravadora RCA. Era o sonho se realizando, vieram para São Paulo para a gravação e foram morar em Osasco. Chegando na capital, após a aprovação nos testes, o sonho foi frustrado por problemas contratuais.
Em 1973 um empresário levou-os para a gravadora Continental. No mesmo ano sai o primeiro LP, que tinha o nome da dupla. O sucesso das músicas “Minha Mãe é uma Santa”, “A Gaivota” e “Buscando a Felicidade” abriu as portas do sucesso.
Em 1974 vem o segundo LP, também com o título “Durval e Davi”, que teve sucessos como “Minha Gratidão”,
“Solidão na Praia” e o “Menino da Gaita”. O terceiro LP, de 1975, tornou-se um marco em suas carreiras. A música “Meu Natal sem Mamãe”. A música lhes proporcionou o primeiro disco de ouro e vendeu mais de 250 mil cópias, e ficaram conhecidos nacionalmente.
No ano seguinte, o quarto LP mal foi lançado e a agenda da dupla já estava lotada de shows por todo o país. Em 1978, o quinto LP, intitulado “Cachoeira da Saudade”, que também foi a música de trabalho, os levou a uma temporada pelo sul do país. Após uma pausa de dois anos, retornaram em 1980 para gravar o sexto disco, que trouxe sucessos como “A Resposta Está no Ar” e “Homem da Terra”.
Ficaram cinco anos sem gravar, apenas fazendo apresentações, até que receberam um convite da gravadora Warner Continental. Era o ano de 1985 e o sétimo álbum da dupla e a música de trabalho receberam o título de “Canção da Esperança”.
Dois anos depois, em 1987, veio o oitavo disco, “Gosto de Saudade” que lhes rendeu o segundo disco de ouro, com 120 mil cópias vendidas. Mas a consagração veio com o terceiro disco de ouro, com o nono disco. A música “Mistério”, composta por Roberta Miranda, foi um grande sucesso na época.
Em 1992 gravaram o último vinil, foi uma gravação independente que teve como sucessos “Vou Quebrar o Pau” e “Zé Pedreiro”. Com todos estes anos de estrada, passaram a ser referência e alvo da admiração das duplas que vieram depois. Zezé di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Daniel, Leonardo e Christian e Half são admiradores do trabalho da dupla.
Em 1994 gravaram primeiro CD, com o nome “Dose Dupla”, que reuniu seus maiores sucessos. Em 1998 gravaram um CD-Mix com quatro canções. Foi uma produção independente para divulgar canções inéditas. No ano de 2003 gravaram o último CD, intitulado “Grandes Sucessos Sertanejos”, com 15 regravações de sucessos sertanejos.
Decidiram apenas fazer shows e participações em gravações de CDs e DVDs de amigos como Marco Brasil, que comemorou dez anos de carreira. Afastaram-se da mídia, porém, não dos palcos nem das estradas. Continuam cumprindo a agenda de shows em feiras, exposições e rodeios.
Em 2008 surgiu a oportunidade de gravar um novo CD e o primeiro DVD da dupla, com participações especiais de César Menotti e Fabiano, Matogrosso e Mathias, Dani e Danilo, Marco Brasil, André e Adriano, João Bosco e Vinícius, Teodoro e Sampaio e da dupla Phauna e Thuira. A gravação aconteceu no dia 6 de agosto de 2008 na Festa da Facira (Feira Comercial e Industrial de Araraquara) com lançado ainda em 2008 e o DVD em 2009.